22 de Setembro de 2020
Utilize as teclas de atalho Alt+2 para navegar para a área de pesquisa do sítio web.
Utilize as teclas de atalho Alt+1 para navegar para a área de conteúdos do sítio web.

Aos visitantes

Estimados visitantes do Palácio Nacional de Mafra

Em tempos difíceis temos de continuar culturalmente activos. Em tempos difíceis temos de alimentar a esperança. Em tempos difíceis temos de sentir o nosso Património a perpassar como um elemento identitário por excelência.

É em tempos difíceis, como o que atravessamos,  que aquilo que normalmente é visto e apreendido na suas dimensões estética e de estudo ganha uma outra dimensão ao colocar-nos perante as nossas raízes culturais e comunitárias.

Carlos Alberto Ferreira de Almeida ao dizer que o Património Cultural é o "Ancoradouro da Memória", leva-nos a sentir que é por aí que passam os  alicerces da nossa identidade e que  devemos entender a cultura "como um todo complexo que integra a nossa maneira de pensar e sentir" e que agimos em função das normas, valores, regras... sendo precisamente isso que fundamenta a nossa consciência colectiva.

A nossa acção, enquanto agentes culturais, impõe-nos que continuemos activos, divulgando alguns destes indicadores da nossa Identidade para que, com respeito pela Memória, consigamos superar estes tempos difíceis e projectar  o futuro com esta importante ferramenta cívica e cultural, mantendo aquelas que são as nossas Referências num tempo em que tudo parece ser tão efémero.

Mário Pereira
(Director)

Lista de Conteúdos

  • Recomende este sítio web

Serviços do Site

Rodapé